E-mail marketing: importante ferramenta na sua estratégia digital

O e-mail marketing é uma ferramenta poderosa, que tem bastante potencial de aproximar sua empresa de seus clientes

e-mail marketing é, atualmente, o meio mais eficaz de construir e desenvolver uma audiência engajada com seu negócio ou marca. Ele permite um contato direto e a longo prazo com seus prospects, leads e clientes. Além disso, você pode trabalhar em qualquer etapa do funil e ter resultados sem muita complexidade. Mas é claro que uma boa estratégia se faz necessária. Uma vez que você consegue o email de alguém interessado, basta trabalhar os conteúdos no tempo certo e terá resultados.

É a partir da combinação de uma estratégia de marketing de conteúdo com um funil de vendas bem desenhado e essa magnífica ferramenta vamos converter leads em suas respectivas etapas.

Que entender como? Continue a leitura:

Antes de tudo: o que é Marketing de Conteúdo?

Marketing de Conteúdo pode ser entendido como uma forma de engajar com seu público-alvo e atraí-los ainda mais por meio de conteúdos relevantes. Dessa forma, gera-se valor e uma visão positiva da sua marca. Quando este processo ocorre, cria-se a oportunidade de gerar mais negócios. A estratégia de conteúdo envolve diversos meios, como as redes sociais, blogs, vlogs ou o email marketing, por exemplo.

Os meios em que você vai atuar vão depender da sua persona. Afinal, é a partir da compreensão de seu comportamento que você vai entender como ela se comporta na web e os meios mais acessados e em que ela irá interagir com você.

Como o email marketing se encaixa em uma estratégia de conteúdo?

Depois que o visitante entrou no seu blog e fez uma assinatura, por exemplo, o email marketing se torna o seu principal meio de contato com o lead. Para mantê-lo engajado e criar um melhor relacionamento, é fundamental continuar seu fluxo de nutrição com conteúdos relevantes baseados em suas interações. Dessa forma, você fará com que o lead retorne ao blog mais vezes e veja os conteúdos sugeridos e outros mais.

Nessa hora é importante prestar atenção às call to action e trabalhar a segmentação quando necessária, seja ela por região, aspectos demográficos ou até mesmo por tipo de serviço.

Vantagens do e-mail Marketing

De acordo com a pesquisa E-mail Marketing Trends, 77,2% das empresas utilizam e-mail diariamente e 96,2% acreditam na eficácia do uso de uma estratégia de e-mail marketing.

Esses números podem ser compreendidos quando levamos em conta as várias vantagens do email marketing, como:

– velocidade;
– disponibiliza métricas de abertura, clique e de erros;
– não interrompe o usuário;
– baixo custo;
– passivo de segmentação e personalização.

O seu alcance depende do tamanho da sua base de leads e assinantes. Além disso, é importante ressaltar que comprar mailings não são um bom investimento. O índice de rejeição nesses casos é muito alto.

Criando uma base de leads engajada

Lembrando que nenhum e-mail deve ser cadastrado avulsamente e todos os emails devem ser assinados conscientemente pelos próprios usuários. Pensando nisso, lista de emails não devem ser adquiridas via outros meios já que o usuário não permitiu tal ação. Outro elemento importante é: sempre que enviar um email marketing, disponibilize a função de remoção do email da lista.

Esta ação ajuda a limpar sua base de usuários não-engajados e evita sua classificação como spam. Este tipo de classificação prejudica – e muito! – seu domínio e email. Além de se ter uma base de interessados em seu serviço ou produto, o uso de email propicia uma série de análises que podem ser consultadas em tempo real, como:

– total de enviados ou entregabilidade;
– taxa de abertura;
– CTR ou taxa  de cliques;
– números de pessoas que pediram a remoção quando é o caso;
– engajamento.

Com tudo isso, é possível calcular o ROI de toda estratégia e verificar se está atingindo o objetivo ou não, tornando uma ferramenta poderosa para o dia a dia.

Ferramenta poderosa e excelente estratégia

Após entender um pouco mais sobre o assunto, podemos entrar no assunto: automação de marketing. Muito mais do que emails automatizados, eles podem ser trabalhados de maneira bem estratégica para enviar o conteúdo certo na hora certa.  Para isso, alie a estratégia de conteúdo e alimente seus assinantes com informações úteis em todas as etapas. Dessa forma, você vai aumentar o engajamento, abertura e CTR, o que possibilita que o contato continue com novos emails sobre conteúdos relacionados com aqueles com maior interação.

Este fluxo de nutrição pode ser feito através de ferramentas de email marketing.

Bons exemplos são:

– Mailchimp;
– RD Station;
– Infusion;
– Soft;
– E-goi;
– Mautic;
– MediaPost.

Elas tornam o processo escalável e eficiente, mantendo todos os relatórios necessários para avaliar e eficácia da estratégia e avançando o lead nos estágios do funil de venda.

As ferramentas de e-mail marketing são indispensáveis para campanhas digitais e é algo que nos permite testar variações de chamadas, textos, assuntos para que possamos atingirmos os resultados. Uma dica importante: sempre abuse de segmentações, listas de contatos bem estruturadas e mensure tudo que for importante.

 

Ficou mais fácil apagar o histórico de busca do Google

O Google armazena nossos históricos de busca há anos a fim de criar um banco de dados que, de acordo com a companhia, ajuda a melhorar a experiência do usuário. Entretanto, diversas pessoas sentem sua privacidade invadida por haver este tipo de registro. Existe então a possibilidade de apagar este histórico, porém, ele é deletado apenas da sua conta. A empresa continua com um backup dessas informações salvo em seus servidores.

Atualmente, a empresa anunciou que o usuário vai poder rever e deletar o histórico que está armazenado no próprio Google. Antes, os controles de privacidade eram ocultados nas configurações do Chrome. Entretanto, o Google decidiu tornar a exclusão do registro mais rápida e acessível. Num momento onde a privacidade e a segurança norteiam boa parte dos debates sobre a internet, a medida parece ter sido tomada para que o Google mantenha uma imagem positiva perante seus usuários.

No momento, a atualização está disponível apenas para computadores, mas em breve a novidade vai chegar nos smartphones. Inclusive, o Google vai expandir essas novidades para outros serviços, como o Google Maps, por exemplo.

Assista o vídeo onde a empresa fala sobre as novidades aqui. Na animação, de apenas um minuto, o Google compartilha informações de como utiliza os dados captados de seus usuários e o porquê eles são tão importantes para a companhia.

Qual é a diferença entre Redes Sociais e Mídias Sociais?

Popularmente, as pessoas consideram que redes sociais e mídias sociais são a mesma coisa. Entretanto, será que isso é verdade?

Saiba a diferença entre os termos abaixo:

Redes sociais

O significado de “rede social”, nada mais é que um grupo de pessoas, onde cada uma tem um nível de relacionamento ou interesse. Ganhando, dessa forma, o termo de “relationship site” (site de relacionamento), onde hoje é conhecido como redes sociais. Ou seja, a rede social se baseia em suas relações virtuais com pessoas próximas e tem objetivo de aproximar novas pessoas que tem o mesmo interesse que o seu.

Mídias Sociais

Já mídias social é a difusão de uma mensagem, usada para produzir e compartilhar novos conteúdos e ter interatividade. É uma ferramenta baseada em um blog. Como por exemplo, o Facebook. Ele é uma mídia social, que tem como principal objetivo distribuir conteúdos novos, com interatividade e níveis de relacionamento, assim atuando também como rede social.

Facebook lança portal para cidadãos interagirem com candidatos eleitos

O Facebook acaba de lançar nesta segunda-feira (08/10) o Portal do Cidadão. Ele é uma ferramenta que ajuda as pessoas a encontrar, seguir e entrar em contato com candidatos escolhidos.

Através desse portal, será possível entrar em contato com autoridades municipais, estaduais e federais. Além disso, ele vai permitir pesquisar e interagir com entidades de serviços locais, como por exemplo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) ou a Polícia Civil. Também poderá ser visto um feed somente com assuntos que seu governo está publicando no Facebook.

Para usar esse recurso basta acessar pelo menu da rede social. Escolhendo a opção “Entrar em contato” com um determinado representante ou agência, serão exibidos os meios de contato listados pela página oficial. Incluindo a possibilidade de enviar uma mensagem diretamente pelo Facebook.

O Brasil é o segundo país no mundo a ter o Portal do Cidadão no Facebook. O primeiro foi os Estados Unidos, que onde o recurso já possibilita conexões entre eleitores e autoridades eleitas desde 2016.

Para se manter informado, esta ferramenta pode ser uma boa opção para se comunicar com os candidatos e governantes. Seja para criticar uma política, ou até mesmo para dar sugestões de problemas sociais, regionais e fiscalizar o que estão fazendo.

O que o recurso faz é providenciar uma lista com essas páginas de caráter público. Além disso, elas podem ser visualizadas em um feed especial. Ou seja, totalmente restrito para consultas do que os governantes andam fazendo, projetos, visões pessoais e outros.

Tag de nome: nova forma de encontrar amigos no Instagram

O Instagram apresentou uma nova maneira de encontrar amigos no aplicativo que facilita a procura pelo user de alguém. Para todos que são heavy users e completamente apaixonados pelo app, agora existe a tag de nome.

Ela funciona como um cartão de identificação que, quando lido, possibilita que as pessoas encontrem o seu perfil rapidamente. Lembra o mecanismo de um QR code. Além disso, esse novo recurso é exclusivo e pode ser totalmente personalizado pelos usuários. Para fazer essa nova experiência, basta você ir para o seu perfil. Após isso, basta tocar no botão com três linhas na parte superior e selecionar a opção “Tag de nome”.

Logo em seguida, você pode personalizar a tag tocando em qualquer lugar da tela ou no botão na parte superior para utilizar outros designs, como cores, emojis, selfies.

Para fazer a leitura da tag name é bem prático e simples. Basta deslizar para a direita para acessar a câmera, enquadrar a tag e segurar na tela ou também entrando na câmera tocando em “Ler uma tag de nome”. Você pode compartilhar a sua tag de nome com amigos por meio de SMS, WhatsApp, Facebook, é só pressionar a seta no canto superior direito da tag de nome. Essa nova ferramenta já encontra-se disponível para facilitar ainda mais a interação na rede social.

Como o Pinterest se tornou um sobrevivente no apocalipse das redes sociais

As redes sociais não estão mais tão em alta quanto estiveram no ano passado. O Facebook tem acompanhado a saída de usuários e números paralisados. O Twitter, por sua vez, perdeu recentemente 1 milhão de usuários em sua terra natal, os Estados Unidos. Já o Snapchat perdeu 3 milhões de usuários.

Nesse cenário de “apocalipse” das redes sociais, uma plataforma tem sobrevivido, de uma maneira mais tímida, recuada, sem chamar muita atenção, mas de uma maneira economicamente mais saudável. Além da concorrência, essa plataforma vem crescendo bem lentamente, estamos falando do Pinterest.

O Pinterest é uma rede social que compartilha fotos e imagens diversas, seria uma mistura de Tumblr e Instagram. Ele pode não ter o mesmo sucesso que o Facebook e Instagram, entretanto essa rede social é muito forte no mercado internacional. Mesmo possuindo um volume menor de usuários, é indiscutível que o público continua permanecendo fiel aos recursos disponibilizados. Ou seja, essa fidelidade vem sendo bastante recompensada pelas atualizações que o Pinterest vem realizando ao longo dos últimos anos.

A criação do aplicativo foi em 2010 e infelizmente não rendeu aos encantos e ao dinheiro do famoso Mark Zuckerberg.

+ 50 milhões de usuários em um ano

No dia 10 Setembro, o Pinterest teve um acréscimo de 50 milhões de usuários em apenas um ano. Chegando, dessa forma, a 250 milhões de usuários mensais. Nos diversos países em que está presente, o Pinterest conta com uma Community Manager, que se tornou responsável por cuidar do relacionamento com os usuários mais ativos da rede social. Essa prática revela a importância do feedback dos internautas para a funcionalidade da plataforma.

Para o futuro no Brasil, o principal plano do Pinterest é aumentar a comunidade de ‘pinners’, a estratégia seria criar a melhor experiência de uso possível, com um conteúdo local, aumentando o número de usuários ativos mensais que dobraram desde o último ano.

Conheça as novas funções de compra do Instagram

O Instagram acaba de lançar novas funções de compra dentro do aplicativo. Agora, os usuários vão poder comprar pelos stories e o canal de compras na aba “Explorar”. Mais de 90 milhões de usuários clicam mensalmente em posts do Instagram a fim de revelar etiquetas interativas com informações de produtos. Um grande número, não é mesmo? O significado disso é que inúmeras pessoas têm se engajado com anúncios. Dessa forma, o Instagram divulgou essa semana o lançamento de duas novidades em relação ao mundo das compras no Instagram:

Botão de compra no Stories

O Instagram resolveu fazer estas implementações, basicamente, por dois motivos. O primeiro foi porque cerca de 400 milhões de usuários entram nos stories todos os dias. Já o segundo é que 1/3 dos stories mais visualizados da plataforma são de páginas comerciais.

Esses dados fizeram com que a rede social inserisse os ícones de compra nos stories.

E o que os expanding shopping stories significam?

Basicamente, enquanto se diverte visualizando as postagens de suas marcas preferidas, você poderá clicar em um produto que gostou para saber mais sobre ele. Além disso, você vai conseguir saber o preço e descrição detalhada.

Ela começou a ser testada em Junho de 2018 em mais de 46 países em todo o mundo. Com isso, proporcionou uma compra mais fácil e rápida. Aliás, se você é um anunciante e deseja inserir botões de compra em seus stories, basta inserir um post com seus devidos produtos e clique na opção de incluir descrição e o link para o seu e-commerce.

Instagram Shopping no Explorar

Como se não bastasse essa grande novidade ao Instagram, também foi anunciado a inserção de um canal de compra na janela “explorar”vda plataforma. De agora em diante, será possível a visualização em um lugar específico.

Como resultado, será possível visualizar em um local específico, posts de produtos das marcas que você já segue ou que podem ser do seu interesse. Vale lembrar que com o objetivo de facilitar as buscas por interesse dentro do aplicativo, aumentou o contato entre as pessoas e os novos conteúdos da rede.

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

O uso de de navegação no mobile pelo brasileiro ja superou três horas ao dia em 2018. Como resultado, atualmente, os usuários navegam por um tempo 6% maior que em 2017. Dados que foram apresentados durante 6º IAB AdTech & Data, mostram que “o mobile já é mídia de massa”.

O mobile atinge em torno de 120 milhões de pessoas únicas. Sete em cada dez brasileiros acessam a internet pelos smartphones e tablets. Dessa forma, os dispositivos móveis estão se tornando a maior mídia em publicidade no mercado americano. Aqui no Brasil o cenário caminha para superar o desktop. Ao que tudo indica, essa ultrapassagem vai acontecer em breve!

No segmento de e-commerce, que sempre foi mais utilizado pelo consumidor, hoje os dispositivos móveis já contam com 60% do tempo de navegação em sites de varejo, enquanto 70% dos usuários que acessam o e-commerce já finalizam as compras pelos celulares e tablets.

Com isso, o varejo brasileiro quadruplicou o investimento em mídia móvel, avançando para se tornar a ferramenta mais completa de perfomance de marca, permitindo trabalhar os vários momentos da jornada do consumidor e da conversão.

Mobile First

Mobile First é um conceito aplicado em projetos web onde o foco inicial da arquitetura e desenvolvimento é direcionado aos dispositivos móveis e em seguida para os desktops. A técnica, já conhecida há um tempo, tem se popularizado cada vez mais entre os profissionais de marketing e tecnologia.

Hoje, esta prática se torna ainda mais necessária! Ela é motivada devido ao crescimento do uso de aparelhos móveis no país e no mundo.

Quando os websites são projetados com o conceito de Mobile First a interação dos usuários com suas interfaces além de ser facilitada é agradável quando a atenção é dividida com outras telas como a TV.

Instagram atualiza e ganha novas funcionalidades

Nesta semana, o Instagram, rede social de fotografias do Facebook, liberou duas novas funções para todo o público. Agora, ficou muito mais fácil ganhar o famoso selo azul do Instagram! Além disso, em sua nova atualização, o app permite que o usuário coloque música nos stories. Ao postar uma foto ou vídeo temporário, o usuário vai poder escolher uma música para funcionar como trilha sonora da publicação.

músicas no instagram

A plataforma também passa a fornecer mais informações sobre as contas dos usuários. Perfis com milhares de seguidores vão ter dados para o usuário saber se eles são autênticos ou não. Além disso, o tão sonhado selo azul de verificação ficou muito mais acessível. Nesta nova atualização, qualquer perfil poderá solicitá-lo! Dessa forma, não é mais necessário ter um perfil super famoso ou influente. Entretanto, perfis com muitos seguidores e engajamento terão prioridade na hora de receber o selo.

A nova atualização já está disponível. Para solicitar a verificação de conta, basta atualizar o app, ir em “Configurações”, clicar em “Solicitar verificação”, fornecer seu nome de usuário, nome completo e fazer upload de uma foto de sua identidade pessoal ou comercial. Todas as informações ficarão seguras com o Instagram, após isso é só aguardar o feedback da empresa!

Gigantes da tecnologia apostam em monitoramento de tempo

O tempo é, sem dúvidas, um dos bens mais preciosos da atualidade. Esse é um fator de influência para as escolhas digitais dos usuários. Atualmente, eles, cada vez mais, buscam formas de aproveitar melhor o seu tempo online. Com o objetivo de reter os usuários pelo maior tempo possível, as empresas de tecnologia criaram produtos bastante agradáveis. Entretanto, agora elas começaram a pensar em ferramentas para dar ao usuário um maior controle sobre sua experiência online.

Na última semana, o Facebook e o Instagram implementaram em suas funcionalidades um painel que mostra os minutos e horas gastos no app nos últimos sete dias. Além disso, eles implementaram um lembrete diário que envia um alerta quando é excedido o tempo pré-estabelecido pelo usuário. A nova versão do iOS, que ainda está em fase de testes, vai na mesma onda. Ela permite que o usuário restrinja as notificações durante um período de tempo pré-determinado. Além disso, ele pode acessar um relatório semanal com a média de tempo gasto por aplicativo e por categorias.

Ninguém mais quer perder tempo

Segundo Michel Alcoforado, antropólogo e sócio da consultoria Consumoteca, as novidades refletem uma tendência global de metrificação da vida digital. “Ninguém mais quer perder tempo. As pessoas estão sempre preocupadas se estão tirando algum proveito de todas atividades e tentando quantificar o ‘ROI’ (retorno por investimento) de todas as suas ações digitais. Na indústria de tecnologia, isto fica claro com o crescimento de apps de produtividade”, avalia.

Serviços como Google Tasks, Trello e Evernote também surfam na onda do monitoramento sobre a atividade online.

De acordo com o relatório 2018 Global Digital, realizado pela We Are Social em parceria com a Hootsuite, o usuário brasileiro passa cerca de três horas e meia por dia em redes sociais e nove horas conectado à internet. O usuário médio global, no entanto, costuma passar até seis horas conectado.

Choque cultural

Os millennials, enquanto a primeira geração que passou pela transição digital, são os que mais cobram pelo “ROI” em suas atividades digitais. Segundo Alcoforado, isto acontece porque esta faixa demográfica viu sua produtividade cair drasticamente na última década. “Entramos de cabeça nas redes sociais sem saber direito as consequências que teriam. Agora, quando comparamos o tempo que estes jovens gastavam com a tecnologia quando eram mais novos e o tempo que dedicam agora, entendemos porque eles tendem a se preocupar tanto com os limites desse uso”, disse.

Para a geração Z, entretanto, ele acredita que este tipo de mecanismo de controle sobre a experiência digital pode ser percebido, inclusive, como algo intrusivo. “Este tipo de alerta segue uma lógica millennial de que ainda existe uma certa separação entre trabalho, casa e lazer. Já para a geração Z, este tipo de separação não tem sentido”, justifica.

Segundo um comunicado do Instagram para o site Meio & Mensagem, as novas ferramentas implementadas pela plataforma são um primeiro passo para ajudar as pessoas a encontrar um equilíbrio. “Queremos que o tempo que as pessoas passam no Instagram e no Facebook seja positivo, inspirador e com propósito. Nossa ideia é que essas ferramentas deem às pessoas maior controle sobre a experiência nas plataformas, para que elas possam decidir a melhor maneira de gerenciar seu tempo conectadas”.